R.I.P II

Falando em homenagens, eis a forma absolutamente interessante – para não dizer absurdamente atípica  – que os belorizontinos escolheram para prestigiar Michael Jackson:

E qual será o slogan do tributo?

Who’s bad?

Anúncios

R.I.P

Prestamos aqui nossa homenagem a alguém que, definitavamente, não foi e nem será lembrado por muito tempo:

Farrah Fawcet (1947-2009)

Desclassificados

A originalidade de alguns classificados que, volta e meia, aparecem nos jornais é tamanha que chega a fragilizar até mesmo a sua própria credibilidade. Imagine você, enquanto toma o café da manhã, ao pegar o seu periódico e se deparar com um anúncio como este: o que você pensaria?

“É… Walter Benjamin tinha razão…”

Pelo menos não estava na seção Relax – ainda.

Presente de islandês

Superstição existe em qualquer lugar, em qualquer ramo de atividade humana. A última dos analistas internacionais, frente à iminente catástrofe econômica prestes a assolar o PIGS – acrônimo assaz irônico inventado em um daqueles surtos de comicidade/sarcasmo típico dos economistas-, é eleger como desencadeador do fiasco econômico na Grécia  um fator, digamos, não tão estatisticamente econômico assim:

Afinal, cada um tem o Eyjafjallajokull que merece.
E qual é a piada pronta? “Grécia: há 2500 anos promovendo tragédias”.