Dicionário ilustrado de expressões populares

Hoje iremos atualizar o verbete gato, o qual em sua acepção popular acaba de ganhar mais uma entrada:

 

1. [Zool.] mamífero digitígrado, da ordem dos carnívoros, tipo da família dos felídeos, de que há várias espécies, uma das quais é o gato doméstico.

2.[Pop.] nome dado à ligação elétrica clandestina destinada a furtar energia elétrica.

3. [Crim. Chul.Plaft.Ploft]:

Gato

estratégia criminosa formada a partir da acepção 1. mais a acepção 2.

 

Dicionaristas e lexicógrafos de plantão: a dica está dada.

 

Camisa 10¼

O jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho e o técnico Vanderlei Luxemburgo  participaram da homenagem aos 110 anos de nascimento do escritor e torcedor rubro-negro José Lins do Rego. O presidente da Academia Brasileira de Letras, Marcos Vilaça,  recebeu das mãos do jogador uma camisa 10 do Flamengo personalizada com o nome do escritor.

Sobre a homenagem, é possível afirmar que:

a) ainda há esperança para a crítica genética, quiçá para a biográfica.
b) já prevejo algum ensaio do prof. Marcelino Rodrigues sobre o ocorrido.
c) em tempos de literatura comparada, um cotejamento sempre é bem-vindo.
d) a atitude foi louvável, ainda que Ronaldinho Gaúcho não soubesse citar uma obra sequer de José Lins do Rego.
e) quando homenagearem o escritor Lima Barreto, favor convidarem a profª. Haydée Ribeiro Coelho ao invés de algum jogador de futebol.

Das brasilidades

Quem precisa de Guitar Hero quando se tem o Berimbau Hero?

Ainda mais quando conta com o financiamento do CNPq e um certo apoio da Fapesb contra, digamos, possíveis recaídas da moléstia de Nabuco.
Para o futuro, planeja-se o lançamento do Pandeiro Hero e as edições especiais de Lundu Hero e Carmem Miranda Hero.

Para jogar Berimbau Hero, clique aqui.

Da Terpsícore

Retirado do limbo abissal do ostracismo e do lodo que margeia  o Lethes, Jacaré, ex-dançarino do grupo Gera Samba Companhia do Pagode É o Tchan, foi entrevistado para opinar sobre o novo clipe do Radiohead, Lotus Flower, e a dança que o vocalista do grupo Thom Yorke faz no vídeo.

“Na verdade, ali não tem nada de dança. Thom Yorke não sabe nada de dança. Ele faz movimentos aleatórios”.

Isto é:

Aqui, você vê movimentos aleatórios.


Aqui, você vê arte – quase uma Isadora Duncan, eu diria.

Realmente: pau que nasce torto nunca se endireita. Agora é esperar a resenha crítica que Jacaré está finalizando sobre Með suð í eyrum við spilum endalaust, álbum da grupo islandês Sigur Rós.

Copérnico e a perestroika

Em Havana:

Enquanto isso, na Mãe Rússia:

Superstição 1 x 0 Ciência. Depois do antissemitismo, a moda agora é o anti-heliocentrismo.

Intelectuais: salvem o mundo a começar por Moscou.

A interação e suas falhas

Quem acessa a edição virtual do jornal Estado de Minas e, para o bem da conversação e da interação entre aquele que escreve e aqueles que lêem, tenta postar algum comentário sobre qualquer notícia lida é obrigado a se deparar com, digamos, um redirecionador de footing:

Afinal, falta de educação em interações, mesmo que virtuais, ainda é bastante reprovável (a menos que você seja Catherine Kerbrat-Orecchioni, mas isso já é uma outra história).

R.I.P III

Desejamos um feliz aniversário a alguém ao qual o ostracismo, definitivamente, caiu muito, muito bem:

Desejamos também todas as condolências e pêsames a quem se lembra do referido cadáver aniversariante. Um beijãozão, pessoal.